Para que serve a landing page

Para que serve a landing page

Uma boa estratégia de marketing digital utiliza um conjunto de técnicas de comunicação. O seu objetivo é ajudar empresas dos mais variados setores a criar um diálogo assertivo com o seu público-alvo. Entre as estratégias existentes encontramos a landing page.

Esta ferramenta é uma excelente solução para aumentar a conversão da empresa, e conquistar mais leads e clientes. Como? Continue a ler e descubra o que é e para que serve uma landing page.

Landing page: O que é e qual a sua importância nas estratégias digitais

O termo landing page pode ser compreendido como “página de conversão”. Nestas páginas podemos encontrar, por exemplo, formulários para ter acesso a materiais exclusivos, como e-books.

Ou seja, a landing page tem como finalidade gerar algum tipo de conversão, nomeadamente:

  • Venda
  • Download
  • Registo
  • Assinatura de newsletters

É possível destacar como principal característica a quantidade reduzida de elementos, chamando a atenção apenas para o CTA (call to action). É essencial frisar que este serve para indicar a ação esperada do utilizador.

Essa particularidade possui um propósito que é evitar a distração ou o abandono da página pelo visitante antes da conversão.

1 – Objetivo de uma landing page

A landing page é criada de maneira estratégica, com o objetivo de despertar a curiosidade, criar interesse e provocar desejo no público-alvo.

A expectativa é que a audiência converta essas necessidades em ações positivas, como nos exemplos citados acima (registo, download, compra…).

Independentemente do tipo de conteúdo o único objetivo de uma landing page é gerar conversões.

Para que o objetivo seja alcançado, é importante que a página seja clara, precisa e organizada. Ou seja, deve fornecer aquilo que foi prometido na campanha estratégica inicial.

2 – Como criar uma landing page de sucesso?

Para que uma landing page seja eficaz não basta simplesmente criar conteúdo e colocar-lhe um formulário. É essencial ter uma página otimizada e que facilite a ação do utilizador, aumentando assim as hipóteses de conversão.

Apresento-lhe de seguida alguns dos principais aspetos que uma boa landing page deve ter.

1 – Deixar clara a importância do conteúdo

Para a conversão o utilizador deve executar uma ação. Essa ação, é normalmente o preenchimento de um formulário. Mas, para isso acontecer é necessário deixar claro os benefícios desse preenchimento.

Especifique a importância do conteúdo através de descrições do que está a oferecer como contrapartida ao registo no formulário.

Se a oferta consiste num e-book sobre maquilhagem, informe de maneira breve o que o leitor vai encontrar.

Deixe claro a importância do preenchimento dos dados para que o download seja realizado corretamente.

2 – Insira um Call to action (CTA) na Landing Page

O call to action (CTA) é uma das partes mais importantes de uma landing page. Isso porque é este que vai garantir a conversão do utilizador. Consiste numa chamada, tanto visual como textual, que leva à realização de uma ação dentro da página.

São acompanhados, de palavras que incentivam a tomada de decisão, nomeadamente;

  • “Faça o download”
  • “Conheça agora o nosso e-book”
  • “Não perca esta oferta” …

3 – Aposte na simplicidade

A máxima “menos é mais” faz todo o sentido numa landing page. Inserir informação em demasia é aliás um dos erros mais cometidos. Essa informação pode facilmente confundir o consumidor, levando a que este não realize a ação pretendida.

Deste modo, tenha em conta alguns dos erros mais comuns para que os possa evitar:

  • Usar menus
  • Ter mais de um CTA
  • Levar o utilizador ao “sobre” da empresa
  • Criar informação diferente do que foi oferecido inicialmente

Resumidamente, o ideal é ser o mais direto possível e evitar informações irrelevantes.

Ao criar uma landing page, não deixe de medir os resultados de conversão, rejeição e cliques. Assim, poderá adaptar a estratégia para ser mais efetiva na conquista de novas leads.

Deixe uma resposta