Como usar o neuromarketing na minha marca

Como usar o neuromarketing na minha marca

O universo do marketing é dinâmico e está em constante mudança de forma a acompanhar as transformações do mercado. Nos últimos tempos, muito se tem falado sobre o neuromarketing, junção da neurociência com o marketing.

Sabes em que consiste esta técnica e como colocá-la em prática para alavancar a tua marca?

De seguida, apresento-te estas e outras respostas sobre esta especialização!

Neuromarketing: O que é e como aplicar na tua marca

Compreender o comportamento do consumidor e saber o que o leva a tomar decisões é uma ferramenta poderosa num mercado altamente competitivo.

Neste sentido, o neuromarketing, pode ser o caminho a percorrer para compreender os comportamentos do consumidor.

Em termos simples, este recurso permite conhecer a influência neurológica que determinadas ações de marketing têm no comportamento do consumidor. Isso possibilita o entendimento e a criação de campanhas mais efetivas.

A análise é feita com recurso a tecnologias avançadas, que permitem captar indicadores neurológicos, psicológicos e até mesmo fisiológicos durante a exposição de um indivíduo a campanhas e ações de publicidade.

Dados relacionados à atividade do cérebro, batimentos cardíacos e linguagem corporal do indivíduo possibilitam conhecer os estímulos que são mais efetivos e benéficos para a marca.

Como aplicar o neuromarketing numa marca? Conhece a resposta de seguida.

4 técnicas de neuromarketing para utilizares na tua marca

Agora que já sabes o que é o neuromarketing, é o momento de conheceres algumas técnicas para o aplicares. Deste modo é possível promover o crescimento da marca e ganhar destaque no teu nicho de atuação.

1 – Psicologia das cores

Esta é talvez a mais conhecida forma de aplicar o neuromarketing e é uma técnica amplamente utilizada no processo de branding. A psicologia das cores foi utilizada por grandes marcas como McDonald’s e Coca-Cola.

O primeiro passo para utilizares a psicologia das cores é compreenderes que os estímulos visuais são os que mais influenciam o comportamento do consumidor.

Ao conhecer a influência e associação das cores, formas e outros tipos de linguagem será possível então relacioná-las com a mensagem que desejas transmitir ao público-alvo.

2 – Storytelling

O storytelling é uma estratégia voltada para o estreitamento dos laços entre a empresa e os consumidores, através da narrativa.

Conquistar clientes é uma tarefa cada vez mais difícil. Por isso, é preciso criar um diferencial para conquistar e envolver o consumidor, assim como fortalecer o relacionamento deste com a empresa ou marca.

Não basta, anunciar um produto! É preciso contextualizá-lo de modo a que o consumidor se identifique com ele.

Esta contextualização pode ser feita através do storytelling, no qual o público pode ver-se como personagem da história que está a ser contada.

Desta forma torna-se mais fácil prender a atenção do consumidor, que se envolverá com a narrativa.

Histórias em vídeo, publicações nas redes sociais, textos em blogs e anúncios publicitários são alguns exemplos de meios que possibilitam o uso do storytelling.

3 – Gatilhos mentais

Os gatilhos mentais já são muito conhecidos pelos profissionais de marketing para influenciar a decisão de compra.

O objetivo é transmitir ao consumidor uma informação, objetiva ou subjetiva, que desperte a necessidade de consumo. Neste sentido, a escassez é um dos gatilhos mais utilizados.

A ideia é fazer com que o consumidor sinta urgência na compra, tornando a decisão mais rápida. Frases como “compre já” ou “por tempo limitado” são utilizadas com esse objetivo.

4 – Repetição e simplicidade

Conteúdos simples e específicos, com exemplos e mensagens diretas, são bastante poderosos como estratégia de marketing. Afinal, o consumidor vai entender a mensagem mais rapidamente e sem muito esforço.

Uma forma prática de chamar atenção, é utilizar fontes simples, usar negrito em palavras que quer chamar atenção ou até cores diferentes.

A repetição também é uma técnica eficaz, mas, deve ser utilizada de forma subtil.

Quando aplicada de forma estratégica, a repetição torna o conteúdo mais persuasivo, fixando-o por mais tempo na mente do consumidor.

Percebes a importância do neuromarketing para o meio comercial? Explora as técnicas mencionadas e fortalece a tua marca.

This Post Has One Comment

Deixe uma resposta